Publicado em 07/03/ 2022

Seguro importação: Como funciona, qual a finalidade e coberturas

Economize no Seguro de Carga

Muitos empresários, ao importarem produtos de outros países, ainda têm dúvida se vale a pena contratar um seguro importação. Essa incerteza surge a partir de um motivo principal: o bolso. Na importação, as despesas, incluindo tributos, são altos, e todo corte de custos é bem-vindo para baratear a operação.

Mas será que eliminar um componente que vai trazer segurança para a carga é mesmo um bom negócio? Será que vale a pena, ao analisarmos os riscos pelos quais passa uma mercadoria importada, cortar o custo da proteção que pode significar, justamente, a garantia de não perder o investimento?

Agora vou ajudar você a entender como funciona um seguro importação, o que exatamente ele protege e quais tipos existem. A partir deste artigo você vai poder decidir se ele é uma despesa ou um investimento.

Como funciona o seguro importação?

como funciona o seguro importação

Basicamente, o seguro importação é firmado entre o importador e a corretora de seguros e tem o objetivo de proteger a carga, cobrindo despesas decorrentes de danos causados à carga transportada.

Isso confere mais tranquilidade para o importador durante o transporte pois, caso ocorra algum acidente ou imprevisto que ocasione em avarias ou perda dos produtos, o seguro vai cobrir as despesas e o importador não terá prejuízo.

Imagine que sua empresa compre uma carga de cadeiras da China. Esse transporte por via marítima vai levar cerca de 45 dias. Sem seguro, são 45 dias que sua compra estará desprotegida, viajando pelo mar. Sem seguro, se o navio passar por uma tempestade e 40% das cadeiras que você comprou sofrerem danos, toda sua operação comercial estará em prejuízo.

A pergunta é:

Qual a finalidade do seguro de carga no comércio exterior?

Durante os manuseios e o transporte de uma carga, uma série de problemas podem acontecer, que podem avariar a carga e impactar negativamente aquela operação comercial. Nenhuma operação logística e de transporte está livre desse tipo de risco.

É o seguro importação que vai garantir e cobrir os possíveis prejuízos financeiros durante o transporte, trazendo mais segurança para o importador.

Via de regra, o seguro importação tem validade apenas durante o transporte mas, dependendo das necessidades da operação, ele pode ser estendido para as cargas nos armazéns.

Por que é necessário seguro na importação?

A importância e a segurança que um seguro importação traz é inquestionável. Alguns empresários podem até pensar que é uma despesa a mais – que pode ser cortada. Mas os mais bem sucedidos já sabem que um cálculo simples revela que o seguro importação é um investimento.

Assim como o popular seguro de um carro, cujo valor significa pouco diante do prejuízo e dos problemas que um acidente pode causar, o seguro importação é uma garantia que não pode ser deixada de lado.

Esse tipo de apólice oferece uma proteção essencial, que vai variar de acordo com a mercadoria transportada, o país de origem e a Incoterm pactuada no negócio. O seguro também pode ser adequado de formas específicas para atender as necessidades únicas que cada empresa tem.

Com essas variações, diversos tipo de cobertura podem ser contempladas:

Seguro importação: conheça os tipos de cobertura

coberturas do seguro importação

O seguro importação pode ser feito em duas amplas modalidades: o seguro avulso e o seguro apólice aberta.

O seguro avulso é ideal para empresas que precisam contratar o serviço para uma única viagem. Já o seguro apólice aberta é mais recomendado para empresas que vão realizar múltiplas operações de transporte internacional.

Além disso, os seguros de importação também são divididos em três tipos de coberturas: ampla A, restrita B e restrita C. Cada um desses tipos de cobertura atende a necessidades diferentes, e deve ser escolhida de acordo com a realidade de cada empresa.

Uma corretora de seguros é a empresa ideal para ajudar você a definir o que contratar mas, de modo geral, podemos explicar da seguinte forma:

Cobertura Ampla A

A cobertura básica ampla A serve para qualquer dano de causa externa, incluindo roubo da carga.

Seguro de carga

Cobertura Restrita B

A cobertura básica restrita B oferece garantia de prejuízo parcial e total da mercadoria em caso de acidente com o meio de transporte, seja navio, caminhão, avião ou qualquer outro. A cobertura contra roubo pode ser adicionada à restrita B.

Cobertura Restrita C

Já esse tipo de cobertura tem garantia sobre a perda total da mercadoria em caso de acidente com meio de transporte. Nesse caso, a cobertura contra roubo também pode ser adicionada à apólice.

Coberturas adicionais

Além dessas três coberturas básicas – ampla A, restrita B e restrita C – você também pode contratar coberturas adicionais para tornar sua apólice mais completa. As coberturas adicionais variam de acordo com as necessidades de cada empresa e cada tipo de produto transportado e podem abranger:

  • Frete ou seguro;
  • Despesas;
  • Tributos (mercadorias importadas ou exportadas);
  • Lucros esperados;
  • Mercadorias em devolução ou redespachadas;
  • Embarques aéreos sem valor declarado;
  • Embarques em navios com denominação a avisar em viagens nacionais;
  • Classificação de navios em viagens internacionais;
  • Transbordo e desvio de rota;
  • Riscos de greves;
  • Riscos de guerra para embarques aquaviários e aéreos;
  • Prorrogação de prazo de duração dos riscos;
  • Extensão de cobertura e abertura de volumes;
  • Benefícios internos;
  • Destruição;
  • Mercadorias transportadas em veículos do segurado;
  • Roubo (somente com a cobertura básica restrita – b);
  • Extravio (somente com a cobertura básica restrita – b);
  • Riscos de quebra (somente com a cobertura básica ampla – a).

A melhor forma definir o que é mais adequado para cada caso, é entrando em contato com uma corretora de seguros de confiança, que será capaz de tirar todas as suas dúvidas de forma personalizada.

O que o seguro importação não cobre?

De acordo com a SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), existem algumas exclusões das coberturas dos seguros. Ou seja, casos que, se ocorrerem, o seguro não fica obrigado a indenizar.

O seguro de carga não cobre perdas, danos e despesas decorrentes de:

  • Má conduta intencional do segurado;
  • Falta total, parcial ou obtenção de mão de obra de qualquer natureza que seja resultante de qualquer greve, “lock-out”, distúrbio trabalhista, tumulto ou comoção civil;
  • Qualquer reclamação com base na perda ou frustração da viagem;
  • Guerra, guerra civil, revolução, rebelião, insurreição ou comoção civil resultantes das mesmas;
  • Atos de hostilidade de — ou contra — uma potência beligerante.

Além desses casos, o seguro também fica desobrigado a pagar indenização em caso de inadimplência do segurado.

É obrigatório contratar o seguro importação?

Apesar da importância, o seguro importação não é obrigatório. Dessa forma, é facultativo a cada importador proteger ou não sua mercadoria importada durante o transporte.

De qualquer modo, a contratação do seguro importação sempre está relacionada ao Incoterm negociado. Nos Incoterms CIF e CIP, a responsabilidade pela contratação do seguro é do vendedor. Para qualquer outro Incoterm, a responsabilidade é facultativa para comprador e vendedor.

Contrate o seguro importação com a Mutuus

contratar o seguro importação

É simples contratar um seguro importação. A primeira coisa que você precisa fazer é entrar em contato com uma corretora de seguros séria e de confiança. Entre em contato com a Mutuus Seguros e conheça todas as possibilidades de seguro importação para a sua empresa.

A Mutuus vai ajudar você a entender todos os tipos de cobertura, quais modalidades são mais recomendadas para o seu negócio e qual a melhor forma para sua empresa contratar o seguro e ter sua carga protegida.

Após contatar a seguradora e definir o melhor tipo de seguro de importação para a sua empresa, basta assinar a apólice, que é o contrato de seguro. Nessa etapa é importante ler todas as cláusulas com atenção para se certificar de que tudo que você precisa consta no documento.

Mas fique tranquilo. A Mutuus vai ajudar você a encontrar a melhor solução de segurança para sua carga internacional.

Conclusão

O seguro importação é contratado para proteger a cargas internacionais, compradas em outros países, de qualquer problema que possa ocorrer durante o transporte. Por meio do seguro, sua empresa tem a garantia de que não vai ficar no prejuízo caso a carga for perdida ou avariada.

Essa é uma grande preocupação, tanto de quem compra, quanto de quem vende: tomar todas as precauções para que a mercadoria enviada chegue ao seu destino em perfeitas condições, e todas as medidas de segurança para que não ocorram prejuízos em caso de sinistro.

Em resumo, o seguro importação é um meio de garantir mais segurança no transporte. As apólices variam conforme vários aspectos, como o tipo de mercadoria, país de origem e Incoterm negociada. Também existem variações quanto a modalidades e tipos de cobertura.

Para entender melhor qual a melhor modalidade para a sua empresa, o melhor caminho a percorrer é entrando em contato com uma corretora de seguros e conversando sobre todos os detalhes necessários para definir sua apólice.

A corretora de seguros confere mais tranquilidade e agilidade na contratação, além de auxiliar você a encontrar o seguro ideal, que cubra todos os riscos que aquele envio pode oferecer.

Quer proteger suas cargas de importação? Faça uma cotação com a Mutuus Seguros e tenha muito mais estabilidade nas suas transações internacionais.

Tenha mais segurança com seguro de carga
Lucas Tomasini - da Mutuus Seguros

Lucas Tomasini - da Mutuus Seguros

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tags

Compartilhe este conteúdo
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Posts Relacionados

Continue aprendendo
com os
melhores

Deixe o seu e-mail abaixo e continue atualizado com o melhor conteúdo da área​