Conteúdo verificado

Seguro prestamista: Objetivo, como funciona e como acionar

6 min. leitura
Revisado em 08 maio 2024

Todo mundo sabe da importância de estar segurado, já que não se sabe quando os imprevistos vão acontecer e quais serão os prejuízos decorrentes. Dentro de tantas opções de seguros existentes no mercado é possível, inclusive, estar protegido quando você realiza empréstimos e financiamentos. Isso é possível com o seguro prestamista.

Este tipo de seguro, que atende pessoas físicas e jurídicas, não é muito conhecido, mas vem ganhando espaço no mercado.

A pandemia, por exemplo, foi um dos eventos que mais deixou pessoas desempregadas. E foi justamente nessa época que a busca por esse seguro cresceu significativamente.

Com esse artigo você vai entender melhor do que se trata esse seguro, quais são os objetivos, como funciona, quais as coberturas, valores, como contratar, acionar e consultar.

Basta prosseguir com a leitura para ficar por dentro do assunto e compreender as vantagens de possuir um seguro prestamista.

Qual é o objetivo do seguro prestamista?

objetivo do seguro prestamista

O objetivo do seguro prestamista é garantir proteção ao segurado. Isso porque ele não precisará se preocupar com inadimplência, caso ocorra algum evento coberto pelo seguro.

O termo prestamista está ligado ao ato de pagar uma prestação, que é o que ocorre nos casos de financiamento, empréstimos e consórcios. Portanto, o seguro prestamista garante o pagamento das prestações quando você não conseguir arcar com as parcelas, devido a ocorrência de algum evento incomum.

Geralmente, a proteção ocorre nos casos de morte, perda de renda por parte do segurado ou outras situações inesperadas. Os casos exatos em que haverá cobertura, depende do que foi contratado e que está descrito na apólice.

É importante salientar que apesar de assegurar o mutuário, a instituição financeira credora é a primeira beneficiária do seguro prestamista. Ou seja, o valor do contrato somente é pago ao segurado ou a um familiar se o valor do prêmio for superior ao da dívida. Caso contrário, o prêmio serve para quitar o valor em aberto pelo credor.

Como funciona o seguro prestamista?

O seguro prestamista é pensado, exclusivamente, para pessoas ou empresas que adquiram um empréstimo ou financiamento. O seguro serve, portanto, para cumprir com a obrigação do cliente, caso esse não consiga honrar as parcelas dessa dívida.

Você pode entender como obrigações financeiras algumas variações de dívidas como, por exemplo:

  • Empréstimo pessoal;
  • Empréstimo empresarial;
  • Empréstimo consignado;
  • Financiamento de veículo;
  • Consórcio;
  • Cheque especial;
  • Cartão de crédito;
  • Carnê de loja;  
  • Condomínio.

Além destas, podem estar inclusas coberturas para outros tipos de dívidas. Para isso, é preciso conversar com um corretor de seguros e checar todas as opções disponíveis no mercado.

Se imagine agora na seguinte situação:

Você, finalmente, conseguiu construir a casa dos seus sonhos, mas precisou financiar o valor da casa – parcial ou totalmente. Hoje, você possui um emprego e consegue honrar com as parcelas todos os meses.

Porém, em um dado momento da vida, você perde o emprego e não consegue mais pagar as parcelas.

Seja por falta de emprego e, consequentemente, salário recorrente, ou porque seu salário diminuiu por conta do novo emprego, o seguro prestamista entra em cena justamente para te auxiliar com o pagamento do saldo devedor.

O seguro é o que vai deixar você e sua família tranquilos nesse momento complicado.

O que o seguro prestamista cobre?

De maneira geral, o seguro prestamista protege eventos onde o segurado não consiga arcar com o pagamento parcial ou total das parcelas. Usualmente, ele cobre os seguintes casos:

  • Morte natural e/ou acidental – garante o pagamento do saldo parcial ou total inadimplente, no caso de morte do segurado;
  • Perda de renda (desemprego) – cobre pessoas empregadas em regime CLT, oferecendo indenização nos casos de demissão involuntária;
  • Invalidez (total permanente por acidente) – garante a indenização nos casos ou situações onde o segurado sofra algum acidente e se torne inválido;
  • Perda de renda (incapacidade física ou doença) – voltado para os profissionais liberais ou autônomos. O seguro oferece, neste caso, indenização nos casos de incapacidade.

Há ainda os casos de empréstimos consignados de convênios públicos. Nestes casos o seguro prestamista cobre eventos de invalidez e morte.

Você também encontra coberturas de seguro prestamista para os seguintes financiamentos:

  • Seguro prestamista para financiamento de veículos;
  • Para empréstimo consignado;
  • Seguro prestamista no cartão consignado.

Além destas coberturas, é muito fácil adicionar outras coberturas. Basta que você fale com sua corretora, solicite as coberturas que gostaria de incluir, apresente os documentos solicitados por seu representante, aguarde a análise e veja se as condições atendem suas necessidades.

seguro empresarial da Mutuus Seguros

Qual valor do seguro prestamista?

valor do seguro prestamista

O custo do seguro prestamista é definido, usualmente, por um percentual sobre o valor da dívida, também conhecido como prêmio do seguro. Outros critérios que podem alterar o valor do seguro prestamista, é a idade do segurado e o número de parcelas da dívida.

Em geral, é um seguro que costuma possuir um baixo custo e se torna bem atraente ao adquirente.

O valor referente ao seguro pode ser pago de uma só vez. Caso você termine de pagar o financiamento ou empréstimo de forma antecipada ao período inicial indicado na apólice, é possível cancelar o seguro prestamista e, dependendo da apólice, a empresa pode devolver o valor proporcional ao que não foi utilizado.

Quanto ao recebimento do pagamento, geralmente o prazo para receber a indenização é de trinta dias após a comprovação do sinistro.

Segundo o Acórdão 1228140, o seguro prestamista pode ser contratado apenas como escolha do consumidor. A instituição financeira onde você faz um financiamento, por exemplo, não pode obrigar ninguém a fazer um seguro prestamista.

Em outras palavras, você é livre para decidir se quer ou não contratar o seguro. Além disso, o seguro prestamista é um serviço intrínseco ao fomento da atividade bancária. Sua contratação é de interesse da instituição, já que se destina a resguardar o próprio banco dos riscos de inadimplência.

Como consultar o seguro prestamista?

consultar o seguro prestamista

O plano comercializado pela seguradora deve ser sempre submetido à SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), tanto para análise, quanto para arquivamento.

Dessa forma, o processo recebe um número identificador, que precisa constar o material completo do plano, como o material de divulgação, proposta de contratação ou adesão, apólice, condições gerais, certificado individual, extratos e demais documentos.

Estando em posse deste número de processo, você facilmente realiza a consulta para ver as condições gerais e especiais do plano de seguro prestamista, acessando a Consulta de Produtos. As condições gerais contêm uma série de informações importantes, que devem sempre estar à sua disposição.

Antes de tudo, é interessante que você realize uma consulta de preços referente às coberturas inclusas ou não na apólice, e avalie também o período de carência.  Lembre-se de ler atentamente a proposta e as condições gerais do seguro, especialmente cláusulas referentes a garantias e riscos excluídos.

Como acionar o seguro prestamista em caso de sinistro?

O seguro prestamista pode ser acionado a qualquer momento na ocorrência de algum sinistro, enquanto o prazo de vigência da apólice do seguro esteja vigente. Lembrando ainda que todas as assistências e coberturas precisam estar previstas em contrato.

Geralmente, a vigência do seguro corresponde a vigência do contrato de empréstimo ou financiamento. Porém, é importante verificar essa informação com o corretor de seguros com o qual você realizou a contratação.

Para que o seguro prestamista seja acionado, é preciso que o segurado ou algum familiar entre em contato com a seguradora ou corretora de seguros responsável, e faça o pedido.

Os documentos que precisam ser apresentados para o seguro dependem do tipo de ocorrência a ser acionada. No caso de desemprego, por exemplo, os documentos a serem apresentados estão descritos nas condições do seguro contratado.

Nos casos de morte, quem deve acionar o seguro é o familiar indicado como beneficiário na apólice. O beneficiário deve apresentar toda documentação para que receba a indenização e, com isso, a dívida seja paga de forma parcial ou total, a depender do contrato.

Contratação do seguro prestamista

Como você já viu, o seguro prestamista está atrelado a uma dívida originada por um financiamento, empréstimo ou consórcio. Por isso, a oferta geralmente acontece no momento da aquisição do crédito, e pode ser ofertada pela própria instituição financeira.

Entretanto, você não é obrigado a contratar o seguro prestamista. Se quiser contratar o seguro, também não precisa contratar diretamente com o banco. Ao invés disso, pode optar por uma corretora de seguros de confiança.

O seguro prestamista visa garantir o pagamento das prestações de um possível saldo devedor, caso ocorram imprevistos e você não consiga assumir as parcelas. Contratando um seguro prestamista, você e sua família ficam mais tranquilos em relação ao pagamento.

A contratação do seguro prestamista, apesar de não ser obrigatório, é fundamental para quem faz financiamentos, parcelas em cartões de crédito, compra de bens de forma parcelada, empréstimos pessoais e empréstimos consignados.

Conclusão sobre o seguro prestamista

O seguro prestamista garante a você mais tranquilidade para buscar o crédito para realizar seus sonhos.

Apesar de ser uma garantia, é necessário ficar atento às condições gerais do contrato do seguro para garantir uma apólice confiável e que atenda às suas necessidades. É na apólice que estarão especificadas as informações do seguro contratado, as garantias e coberturas, os canais de atendimento e seus direitos e deveres.

Nós somos responsáveis por todo processo de contrato e atendimento do seu seguro. Possuímos infraestrutura adequada e expertise no mercado, visando garantir que seu contrato e atendimento – caso precise acionar o seguro – seja realizado de forma ágil, transparente e simplificada.

O seguro prestamista é a forma mais segura de garantir a proteção do seu financiamento ou empréstimo. Caso ocorra algum imprevisto, você e sua família poderão ficar tranquilos, com seus bolsos protegidos e sem mais complicações.

Agora que você entendeu como funciona e conhece o assunto, pode realizar seu financiamento de forma tranquila. E nós, da Mutuus Seguros, vamos auxiliar com a parte do seguro, garantindo uma apólice ideal para os seus objetivos.

Se você se interessou pelo serviço, clique no botão abaixo e fale com um especialista.

Esse artigo foi útil?
Ficou com alguma dúvida?

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Outras categorias de artigo

Comentários (53)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. IM

    Bom dia, descobri um seguro de vida em meu nome pelo Santander. De 340 mil reais. Mas não me informaram deste seguro, fizeram quando fiz em empréstimo com eles. Sou pensionista, mas o juiz deu a favor deles pq falou que eu não pagava nada. Eles mesmo pagavam o seguro feito em meu nome. Sem eu saber. Eu não tinha custo nenhum. O valor do meu cartão e 2300. Para um seguro de 340 mil reais. E demais

    Esconder Respostas
    1. CF

      Olá, Ivani! Recomendamos buscar o auxílio de um advogado.

  2. VA

    EU GOSTEI DA EXPLICATIVA SOBRE O SEGURO PRESTAMISTA.
    O MUTUUS DISPÕE DE APLICATIVO?

    Esconder Respostas
    1. CF

      Olá, Vanderlei! Obrigada pelo comentário. A Mutuus possui uma área logada para gestão de apólices de seguros.

  3. DM

    Fiz emprestimo pelo auxilio Brasil e vem com o seguro .É vslido ñ entendo disso

    Esconder Respostas
    1. CF

      Olá, Deise! Você precisa verificar as claúsulas do contrato e apólice.

  4. RD

    /bom dia! gostaria de saber, se tenho direito ao estorno do seguro prestamista, carta de credito bens moveis. (consorcio bens moveis). visto que quero solicitar o cancelamento.
    Tive perda involuntária do emprego em 19/11/2019. Porém fui saber com o gerente se tinha algum cobertura desse seguro. o mesmo me informou que não. No entanto descobrir, recentemente que os dois consórcios que possuo, um em andamento e outro quitado. Sendo esse, na data do evento ainda estava em andamento.

    Esconder Respostas
    1. CF

      Olá, Rafaela! Se você perdeu involuntariamente o emprego em 19/11/2019 e descobriu recentemente que tem um seguro prestamista ou carta de crédito bens móveis (consórcio bens móveis) em andamento, você pode ter direito ao estorno desse seguro, desde que ele tenha uma cobertura para essa situação.

      É recomendável que você entre em contato com a seguradora ou administradora do consórcio para verificar se essa cobertura existe e quais são os procedimentos para solicitar o cancelamento do seguro e eventual estorno. É importante lembrar que cada seguradora tem suas próprias regras e condições para esses procedimentos.

      É importante que você tenha em mãos todos os documentos que comprovem a perda involuntária do emprego, como por exemplo, uma carta de demissão, para comprovar sua situação e solicitar o estorno.

      Se mesmo após entrar em contato com a seguradora ou administradora do consórcio você continuar com dúvidas ou não tiver sucesso na solicitação de estorno, é recomendável que você busque auxílio de um advogado especialista em direito do consumidor para avaliar sua situação e orientá-lo sobre as possíveis opções.

  5. DR

    Olá, perdi meu emprego, solicitei o seguro porém foi negado, consigo recorrer?

    Esconder Respostas
    1. AB

      Olá! Lamento saber que você perdeu seu emprego e que seu pedido de seguro foi negado. Sim, você tem o direito de recorrer dessa decisão. Aqui estão os passos que você pode seguir:

      Entender o Motivo da Negativa: Primeiramente, é importante entender claramente por que seu pedido de seguro foi negado. A seguradora deve fornecer uma justificativa por escrito. Isso pode ajudar a identificar se houve algum erro ou mal-entendido que pode ser corrigido.

      Revisar as Condições da Apólice: Verifique os termos e condições do seu seguro para entender as coberturas e exclusões. Certifique-se de que sua situação se enquadra nos critérios para recebimento do seguro.

      Preparar Documentação Complementar: Se a recusa foi devido a falta de documentação ou a questões administrativas, prepare e organize os documentos necessários que comprovem sua elegibilidade para o seguro.

      Formalizar um Recurso: Envie um recurso formal à seguradora, explicando por que você acredita que tem direito ao seguro e anexando toda documentação relevante. Mantenha um tom profissional e objetivo.

      Assistência Jurídica: Se o processo for complicado ou se você sentir que seus direitos não estão sendo respeitados, pode ser útil procurar assistência jurídica. Um advogado especializado em direito securitário ou do consumidor pode ajudar a fortalecer seu caso.

      Recorrer a Órgãos Reguladores: Se a situação não for resolvida de maneira satisfatória com a seguradora, você pode recorrer a órgãos reguladores, como a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) ou órgãos de defesa do consumidor, como o Procon.

  6. JD

    Seria certo acreditar em um seguro que pede 500.00 para ativar o seguro. Seria golpe ou não?

    Esconder Respostas
    1. AB

      Seria muito cauteloso em relação a uma oferta de seguro que exige um pagamento antecipado para “ativar” a apólice, especialmente um valor significativo como R$ 500,00. Essa prática não é comum em seguros legítimos e pode ser um indicativo de golpe. Aqui estão algumas considerações importantes:

      1. **Verificação da Legitimidade**: Antes de qualquer coisa, verifique se a empresa que oferece o seguro é legítima e está registrada nos órgãos reguladores, como a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) no Brasil.

      2. **Práticas Comuns de Seguros**: Em seguros legítimos, os pagamentos são geralmente feitos na forma de prêmios periódicos (mensais, trimestrais, semestrais, anuais) e não como uma taxa para “ativar” o seguro.

      3. **Leia o Contrato com Atenção**: Se você já recebeu um contrato ou qualquer documentação, leia tudo cuidadosamente, prestando atenção nas cláusulas, termos e condições.

      4. **Consultas a Especialistas**: Se estiver em dúvida, consulte um corretor de seguros independente ou um advogado especializado em direito securitário para uma opinião profissional.

      5. **Busca por Reclamações e Avaliações**: Pesquise na internet por reclamações ou avaliações sobre a empresa. Sites como o Reclame Aqui podem fornecer insights valiosos.

      6. **Desconfie de Pressão para Pagamento Rápido**: Se a empresa está pressionando para um pagamento rápido ou usando táticas de medo, isso é um sinal de alerta.

      7. **Não Forneça Dados Pessoais ou Financeiros Prematuramente**: Evite fornecer informações pessoais ou realizar qualquer pagamento antes de ter certeza da legitimidade da oferta.

      Em casos de suspeita de golpe, é aconselhável não prosseguir com o pagamento e, se achar necessário, reportar a situação às autoridades competentes. Segurança e cautela são fundamentais ao lidar com produtos financeiros e seguros.

  7. G

    Fui solicitar um empréstimo e o rapaz que respondia a empresa queria que eu acionasse e pagasse uma taxa unica de 250 reais, isso é valido ? ele pode fazer isso ?

    Esconder Respostas
    1. AB

      Não, essa prática não é comum nem válida no processo padrão de solicitação de um empréstimo e levanta sérias preocupações sobre a legitimidade da oferta. Aqui estão alguns pontos importantes a considerar:

      1. **Taxas Antecipadas**: Solicitar pagamento de taxas antecipadas para liberar um empréstimo é um sinal clássico de golpe. Instituições financeiras legítimas geralmente deduzem quaisquer taxas diretamente do montante do empréstimo ou as incluem no plano de pagamento.

      2. **Verificação da Empresa**: Verifique se a empresa que oferece o empréstimo é legítima e está registrada e autorizada pelos órgãos reguladores, como o Banco Central, no caso do Brasil.

      3. **Contrato e Termos do Empréstimo**: Qualquer empréstimo legítimo terá um contrato claro com todos os termos, condições, taxas e juros especificados. Certifique-se de ler e entender completamente o contrato antes de concordar com qualquer coisa.

      4. **Pressão para Pagamento Rápido**: Desconfie se houver pressão para você fazer o pagamento rapidamente ou se usar táticas que o façam sentir urgência.

      5. **Pesquisa e Avaliação**: Faça uma pesquisa sobre a empresa, procurando avaliações, reclamações ou alertas em sites de defesa do consumidor como o Procon ou o Reclame Aqui.

      6. **Consultoria Financeira ou Jurídica**: Se estiver em dúvida, consulte um profissional financeiro ou jurídico antes de tomar qualquer decisão.

      7. **Não Fornecer Informações Pessoais**: Evite fornecer suas informações pessoais ou financeiras, ou realizar qualquer pagamento, até ter certeza de que a oferta é legítima.

      Caso suspeite que a oferta é um golpe, é aconselhável não prosseguir e considerar reportar a situação às autoridades competentes. Proteger suas informações pessoais e financeiras é crucial.

  8. ST

    Fiz um empréstimo online..e pelo decorrer da inscrição o crédito foi aprovado..mas na finalização apareceu que eu na tinha esse prestamista em meu nome ..aí eu não tive como fazer .eles colocaram como quebra de contrato..sendo que nem eu sabia disso .e querem que eu pague 20 por cento do valor do empréstimo..isso é possível

    Esconder Respostas
    1. AB

      Essa situação parece bastante atípica e suspeita. A cobrança de uma taxa por “quebra de contrato” em um empréstimo que você não concluiu ou não recebeu não é uma prática padrão e legítima. Aqui estão algumas etapas e considerações importantes que você deve ter em mente:

      1. **Revisão do Processo de Empréstimo**: Em um processo de empréstimo legítimo, todas as condições, incluindo a necessidade de um seguro prestamista e possíveis penalidades por quebra de contrato, devem ser claramente comunicadas antes da finalização do contrato.

      2. **Verificação do Contrato**: Se um contrato foi de fato assinado, é crucial revisá-lo para verificar se há alguma cláusula que mencione tal penalidade. No entanto, se você não assinou um contrato, é improvável que uma cobrança por quebra de contrato seja válida.

      3. **Práticas de Cobrança Legítimas**: Cobranças por quebra de contrato geralmente se aplicam apenas se um contrato foi formalmente estabelecido e depois não cumprido por uma das partes. Não parece ser o caso aqui, especialmente se você não estava ciente das condições ou não concordou formalmente com elas.

      4. **Consultoria Jurídica**: Considere buscar aconselhamento jurídico, especialmente se o valor envolvido for significativo. Um advogado pode ajudar a esclarecer seus direitos e as obrigações legais da empresa de empréstimo.

      5. **Comunicação com a Empresa de Empréstimo**: Entre em contato com a empresa para esclarecer a situação. Peça uma explicação por escrito de por que estão cobrando essa taxa.

      6. **Desconfie de Golpes**: Infelizmente, existem muitos golpes relacionados a empréstimos online. Se a empresa está solicitando pagamento de taxas por um empréstimo que você nunca recebeu, isso é um grande sinal de alerta.

      7. **Órgãos de Defesa do Consumidor**: Em caso de dúvidas sobre a legitimidade da cobrança, você pode recorrer a órgãos de defesa do consumidor, como o Procon, para orientações e para verificar se mais pessoas relataram problemas semelhantes com a mesma empresa.

      Em resumo, é importante agir com cautela e buscar esclarecimentos adicionais antes de concordar em pagar qualquer valor. Proteja suas informações pessoais e financeiras e não faça pagamentos até ter certeza da legitimidade da cobrança.

  9. IM

    Bom dia ! Se a pessoa antecipar algumas parcelas do empréstimo, o seguro cobre algumas das demais ?? Ou só os 3/4 meses subsequentes após a demissão ?
    Exemplo : tem empréstimo em 10 parcelas… Antecipa 5… Nesse meio tempo, perde o emprego. O seguro paga as demais ? Ou só as referentes aos 3/4 meses seguintes à demissão ?

    Esconder Respostas
    1. AB

      Bom dia! A cobertura do seguro prestamista em caso de antecipação de parcelas de um empréstimo depende das condições específicas da apólice. Vou explicar de forma geral como isso costuma funcionar, mas é importante verificar os detalhes da sua apólice para uma resposta precisa:

      1. **Cobertura do Seguro Prestamista**: Normalmente, o seguro prestamista tem como objetivo cobrir o saldo devedor do empréstimo em caso de eventos específicos, como desemprego involuntário.

      2. **Antecipação de Parcelas**: Se você antecipou o pagamento de algumas parcelas do empréstimo, isso reduzirá o saldo devedor total. O seguro prestamista geralmente cobre o saldo devedor remanescente no momento do evento qualificado (neste caso, a perda de emprego).

      3. **Cobertura após a Demissão**: Se a apólice cobre desemprego involuntário, e você perde seu emprego, o seguro deve cobrir as parcelas de acordo com os termos da apólice. Se você já pagou uma parte do empréstimo, o seguro cobriria o saldo devedor restante, que pode ser menor devido aos pagamentos antecipados.

      4. **Limites de Tempo de Cobertura**: Algumas apólices de seguro prestamista têm limites sobre quanto tempo após a demissão elas cobrem. Isso varia de acordo com o contrato e pode ser, por exemplo, apenas os 3 ou 4 meses seguintes à demissão, como você mencionou.

      5. **Consultar a Apólice e a Instituição Financeira**: Para obter uma resposta exata para sua situação, é recomendável consultar diretamente os termos da sua apólice de seguro e entrar em contato com a instituição financeira ou a seguradora para esclarecimentos.

      6. **Documentação da Demissão**: Em caso de desemprego involuntário, esteja preparado para fornecer a documentação necessária, como a carta de demissão, para acionar o seguro.

      Em resumo, o impacto da antecipação de parcelas no funcionamento do seguro prestamista dependerá dos termos específicos da sua apólice. Portanto, é importante revisar a apólice e falar diretamente com a seguradora ou o banco para entender como o seguro se aplicaria no seu caso.

  10. A

    Fiz um financiamento de um carro na época trabalhava por conta mais logo em seguida comecei a trabalhar de carteira assinada e agora faltando 8 parcelas para acabar o financiamento fui demitida,tenho direito ao seguro ?

    Esconder Respostas
    1. AB

      Se você tinha um seguro prestamista vinculado ao financiamento do seu carro, é possível que tenha direito a acionar esse seguro no caso de demissão involuntária, como parece ser a sua situação. No entanto, a cobertura depende de várias condições:

      1. **Condições da Apólice**: Verifique se o seguro prestamista cobre a situação de desemprego involuntário. Além disso, confira se há requisitos específicos para essa cobertura, como um período mínimo de trabalho com carteira assinada antes da demissão.

      2. **Período de Cobertura**: Alguns seguros prestamistas têm um limite de tempo ou número de parcelas que cobrem após a demissão. No seu caso, é importante verificar se as últimas 8 parcelas estariam cobertas.

      3. **Documentação Necessária**: Para acionar o seguro, você provavelmente precisará fornecer documentação que comprove a demissão involuntária, como a carta de demissão ou o termo de rescisão do contrato de trabalho.

      4. **Notificação à Seguradora**: Entre em contato com a seguradora o quanto antes para informar sobre sua demissão e iniciar o processo de acionamento do seguro. Eles fornecerão detalhes sobre os procedimentos necessários.

      5. **Revisão do Contrato de Financiamento**: É útil revisar o contrato de financiamento do veículo e qualquer documentação relacionada ao seguro prestamista para entender todas as condições e termos aplicáveis.

      Lembre-se de que cada seguro prestamista tem características específicas, e os detalhes exatos da sua cobertura estarão nos termos e condições da sua apólice.

  11. PR

    Tenho empréstimos n caixa,como faço pra saber se tenho algum seguro prestamista ?

    Esconder Respostas
    1. AB

      Para verificar se você possui um seguro prestamista associado aos seus empréstimos na Caixa Econômica Federal, você pode seguir os seguintes passos:

      1. **Revisar os Contratos de Empréstimo**: Verifique os contratos dos empréstimos que você assinou. Geralmente, as informações sobre o seguro prestamista, se contratado, estarão detalhadas nesses documentos.

      2. **Consultar o Extrato do Empréstimo**: Além disso, verifique os extratos de pagamento do empréstimo. Se houver um seguro prestamista, os prêmios do seguro normalmente aparecerão como itens separados nos extratos.

      3. **Contato com a Caixa Econômica Federal**: Você pode entrar em contato diretamente com a agência da Caixa onde o empréstimo foi contratado. Pode ser feito por telefone, internet banking, ou pessoalmente. Explique que deseja saber se há um seguro prestamista vinculado aos seus empréstimos.

      4. **Central de Atendimento da Caixa**: Outra opção é ligar para a central de atendimento ao cliente da Caixa. Eles podem fornecer informações sobre os seus empréstimos e verificar se há seguro prestamista associado.

      5. **Internet Banking ou App da Caixa**: Se você usa o serviço de internet banking ou o aplicativo da Caixa, pode haver informações sobre o seguro prestamista disponíveis online. Normalmente, você pode encontrar detalhes dos seus empréstimos e seguros na seção de produtos contratados.

      6. **Documentação Pessoal**: Tenha em mãos seus documentos pessoais e informações do empréstimo quando fizer a consulta, pois podem ser necessários para verificar sua identidade e localizar os detalhes do empréstimo.

      Se descobrir que tem um seguro prestamista e precisar de mais informações sobre coberturas, condições ou como acioná-lo, a Caixa ou a seguradora responsável poderá fornecer as orientações necessárias.

  12. E

    Posso ser ter dois seguros ou mais caso ter seguros de perda de emprego involuntario em duas corretoras diferentes ou somente um mesmo.

    Esconder Respostas
    1. AB

      O seguro prestamista é vinculado a um unico contrato de empréstimo. Se você tem dois contratos de empréstimo é provavél que você tenha uma apólice de seguro para cada empréstimo.

  13. E

    Posso ter dois ou mais seguros desemprego involuntários por corretoras diferentes ou somente um mesmo.

    Esconder Respostas
    1. AB

      A contratação do seguro prestamista é vinculada a um contrato especifico de empréstimo, portanto você não pode ter dois seguros para a mesma operação.

  14. MF

    Meu marido era militar, foi desligado do exército por tempo de serviço, 7 anos.
    Ainda não conseguiu emprego. Faz bicos, mas as contas estão ficando apertadas. Ele teria a possibilidade de acionar esse seguro? Tem um financiamento de veículo.
    Obrigada.

    Esconder Respostas
    1. AB

      Sinto muito pela situação financeira desafiadora que vocês estão enfrentando. Em relação à possibilidade do seu marido acionar um seguro de desemprego involuntário, isso depende de vários fatores:

      Condições da Apólice: Primeiramente, é necessário verificar se seu marido possui um seguro de desemprego involuntário. Este tipo de seguro normalmente é contratado separadamente ou pode estar vinculado a produtos financeiros específicos, como o financiamento de veículo que você mencionou.

      Cobertura para Militares Desligados: É importante checar se o seguro oferece cobertura para militares desligados por tempo de serviço. Alguns seguros de desemprego involuntário podem ter cláusulas específicas sobre as condições de desligamento que se qualificam para a cobertura.

  15. FE

    DESEJO SABER O SALDO DO MEU SEGURO PRESTAMISTA.

    Esconder Respostas
    1. AB

      Para saber o saldo do seu seguro prestamista, você precisará entrar em contato diretamente com a seguradora ou a instituição financeira que forneceu o seguro. O seguro prestamista é geralmente vinculado a um empréstimo específico, e o “saldo” se refere à quantia que ainda está assegurada sob a política do seguro, em relação ao saldo devedor do empréstimo.

  16. JM

    Bom dia fiz pedido de empréstimo o consultor financeiro disse que foi aprovado porém ele quer que eu pague o seguro prestamista primeiro pra liberar o dinheiro acho que e golpe pois os seguros costuma ser cobrado nas parcelas do empréstimo eu disse para ele então ele falou que cobraria multa por quebra de contrato será que devo fazer o BO pois minha suspeita é que seja golpe se puder me ajudar desde já agradeço

    Esconder Respostas
    1. AB

      Bom dia! Sua preocupação é válida, e é importante ser cauteloso em situações como essa. Pagar o seguro prestamista antecipadamente para liberar um empréstimo não é uma prática comum e pode, de fato, ser um indicativo de golpe. Normalmente, o custo do seguro prestamista é incluído nas parcelas do empréstimo, e não exigido como pagamento antecipado.

  17. EM

    Comprei celular casa e video.8 meses apos fui assaltada e levaram meu celular.
    Ai vi que a loja fez um seguro prestaminta.Que ate então eu não conhecia e a loja não perguntou se eu queria.Ou seja cobre apenas o interesse da loja.Nao cobrindo o roubo de meu celular.
    Pergunto. posso questionar essa situação judicialmente.??

    Esconder Respostas
    1. AB

      Sinto muito pelo ocorrido com seu celular. Sua situação envolve algumas questões que podem ser questionadas:

      Contratação do Seguro sem Consentimento: Se o seguro prestamista foi contratado sem o seu conhecimento ou consentimento no momento da compra, isso pode ser um ponto importante. Em geral, a contratação de qualquer tipo de seguro deve ser feita com a concordância do cliente, e ele deve ser informado sobre o que o seguro cobre.

      Cobertura do Seguro Prestamista: O seguro prestamista geralmente é destinado a garantir o pagamento do saldo devedor de um financiamento ou empréstimo em caso de eventos específicos (como morte ou invalidez do comprador), e não necessariamente cobre o roubo do item financiado.

      Questionar Judicialmente: Você tem o direito de questionar a situação judicialmente, especialmente se sentir que houve práticas inadequadas na venda do seguro. Para isso, é recomendável buscar aconselhamento legal para avaliar a viabilidade e os procedimentos para uma ação judicial.

      Reclamações em Órgãos de Defesa do Consumidor: Antes de uma ação judicial, você pode optar por fazer uma reclamação em órgãos como o Procon. Eles podem ajudar na resolução do problema de forma mais rápida e menos custosa.

      Análise do Contrato: Seria útil revisar o contrato de compra e as condições do seguro prestamista para entender exatamente o que foi acordado, incluindo as coberturas e exclusões.

      Negociação com a Loja: Além disso, pode ser válido tentar uma negociação direta com a loja onde o celular foi comprado, explicando a situação e buscando uma solução amigável.

  18. PH

    Tenho um seguro, usei uma vez qdo fui demitido. O seguro pagou cinco parcelas. Ainda tenho vrs parcelas a ser paga. Continuo pagando o seguro. Posso usar Novamente??? Estou com duas parcelas em atraso.

    Esconder Respostas
    1. AB

      O seguro prestamista é um tipo de seguro que tem por objetivo quitar ou amortizar uma dívida do segurado em casos previstos na apólice, como morte, invalidez ou desemprego involuntário.

      A possibilidade de acionar novamente o seguro prestamista após já tê-lo utilizado uma vez depende das condições estabelecidas no contrato que você assinou

  19. R

    Bom dia, tinha um seguro prestamista na minha conta corrente da qual não sabia, fui mandado embora em janeiro desse ano, como eu tinha um seguro no cartão de credito Carrefour fui aciona-lo através do whatapp foi quando fiquei sabendo que tinha outro seguro da mesma seguradora Banco Paribas só que no banco do Bradesco até ai tudo bem, acionei os 2 seguros só que somente um deu certo o do cartão de credito Carrefour, liguei pra saber porque o meu da C/C Bradesco não tinha dado certo a moça me falou que tinha sido cancelado pelo parceiro(bradesco), fui até a minha agencia e mostrei que estava sendo descontado todo mês desde 2017 initerruptamente a minha gerente confirmou e ligou na minha frente para a Paribas na qual informou pra enviar novamente e dar entrada novamente no processo, fiz isso mas pra minha surpresa a Paribas continuou alegando que tinha sido cancelado pelo parceiro(brasdesco)!!! Voltei na agencia e a minha gerente me deu todos os extratos mostrando que estava ativo e sendo pago ao Banco Paribas, entrei em contato novamente com a Paribas e alegaram que estava cancelado pelo parceiro, eu de saco cheio abri um chamado no Banco Central a Paribas disse que eu deveria entrar em contato com o Bradesco que era o responsável e deu como indeferido no Banco Central. Então eu entrei no procon com um chamado após 2 meses o banco Paribas me pagou alegando que eu estava correto…Agora eu pergunto eles não deveriam pagar alguma multa ou mora dia??? se puder me responder eu fico agradecido Att Rodrigo

    Esconder Respostas
    1. AB

      Bom dia, Rodrigo. Sua situação envolve várias questões relacionadas ao seguro prestamista e ao processo de acionamento do seguro. Vou tentar esclarecer cada ponto:

      1. **Procedimento Padrão do Seguro Prestamista**: Quando você é demitido, como no seu caso, e possui um seguro prestamista vinculado a produtos como cartão de crédito ou conta corrente, tem o direito de acionar esse seguro para cobrir as dívidas ou parcelas associadas, conforme as condições da apólice.

      2. **Problemas com o Acionamento do Seguro**: No seu caso, houve um problema com o seguro associado à sua conta no Bradesco. Mesmo com os descontos regulares, a seguradora alegou que o seguro havia sido cancelado. Aqui, a sua atitude de buscar esclarecimentos com a gerência do banco e acionar os canais de reclamação foi correta.

      3. **Indeferimento no Banco Central e Procon**: O Banco Central geralmente atua na regulamentação e fiscalização, mas não resolve disputas individuais entre clientes e bancos. Por outro lado, o Procon é um órgão de defesa do consumidor e pode intervir em casos de conflitos entre consumidores e fornecedores, como no seu caso.

      4. **Pagamento pelo Banco Paribas**: Após a sua reclamação no Procon, o banco reconheceu o erro e efetuou o pagamento. Isso indica que eles aceitaram a sua reivindicação.

      5. **Multa ou Mora por Atraso**: Sobre a questão de multa ou mora, isso depende das condições estipuladas no contrato do seguro e da legislação aplicável. Se o atraso no pagamento do seguro causou prejuízos financeiros ou danos morais, você pode ter direito a uma compensação. Isso normalmente exigiria uma avaliação jurídica mais detalhada.

      6. **Próximos Passos**: Se você acredita que houve uma violação dos seus direitos e que merece uma compensação adicional (como juros ou danos morais), seria aconselhável buscar aconselhamento legal. Um advogado especializado em direito do consumidor ou direito securitário poderia analisar o seu caso em detalhes e orientar sobre a possibilidade de buscar reparação adicional.

      Espero que essa informação seja útil e desejo sorte na resolução dessa questão. Se tiver mais dúvidas, estou à disposição para ajudar.

  20. EM

    Boa tarde ,vem descontado em minha conta corrente todo mês seguro prestamista e faz mais de ano ,para que serve esse seguro debitado em conta corrente ?Tenho um empréstimo pessoal que é descontado na conta ,será que é por isso?E se eu não pagar o empréstimo o seguro cobre ?

    Esconder Respostas
    1. AB

      O seguro prestamista é comumente associado a empréstimos e financiamentos. Ele serve para garantir o pagamento das parcelas do empréstimo em situações específicas, como morte, invalidez ou, em alguns casos, desemprego involuntário. Seu objetivo principal é proteger tanto o tomador do empréstimo quanto a instituição financeira.

      Vamos esclarecer suas dúvidas:

      Desconto na Conta Corrente: Se vem sendo descontado de sua conta corrente um valor referente ao seguro prestamista, é provável que tenha sido contratado junto a algum empréstimo ou financiamento. Muitas vezes, ao tomar um empréstimo, a contratação desse seguro é sugerida ou até mesmo imposta pelo banco ou financeira, embora não seja obrigatória por lei.

      Empréstimo Pessoal: Se você tem um empréstimo pessoal e nota esse desconto, é possível que o seguro prestamista tenha sido vinculado a este empréstimo.

      Cobertura do Seguro: Se você não pagar o empréstimo, o seguro prestamista irá cobrir as parcelas somente nas situações previstas na apólice. Normalmente, o não pagamento por simples inadimplência não é uma situação coberta. As coberturas mais comuns são para casos de morte ou invalidez do titular. Alguns seguros podem incluir cobertura para desemprego involuntário, mas é importante verificar as condições específicas da sua apólice.

      Para entender completamente a situação e saber exatamente para que serve o seguro que está sendo descontado, bem como suas coberturas, é importante:

      Verificar a apólice do seguro ou o contrato do empréstimo.
      Entrar em contato com o banco ou instituição financeira onde você contratou o empréstimo para obter detalhes sobre o seguro prestamista.
      Se considerar que não foi adequadamente informado sobre a contratação do seguro ou se sentir que foi induzido a contratá-lo sem sua clara concordância, pode ser útil buscar orientação.

      Lembre-se de sempre ler todos os termos e condições quando contratar um serviço ou produto financeiro e de questionar qualquer valor que não reconheça em seus extratos bancários.

  21. EF

    O Banco cancelou o meu seguro sem avisar durante a pandemia, fez um novo contrato somando o período de suspensão de financiamento, por ordem do governo.
    No momento estou desempregado e fazendo tratamento médico. O que é preciso fazer nesse caso para receber os valores pagos?

    Esconder Respostas
    1. AB

      Sua situação é complexa e envolve várias questões legais e contratuais. Vou orientá-lo sobre os passos que você pode considerar:

      1. **Verificar as Condições do Seguro Original e do Novo Contrato**: É fundamental entender as condições tanto do seguro que foi cancelado quanto do novo contrato. Verifique se havia alguma cláusula no seguro original que permitia o cancelamento e quais são os termos do novo contrato.

      2. **Consultar a Documentação Relacionada ao Cancelamento**: Procure qualquer comunicação ou documentação do banco que explique os motivos do cancelamento do seguro e as condições do novo contrato. Isso pode incluir e-mails, cartas ou notificações.

      3. **Contato com o Banco**: Entre em contato com o banco para esclarecer a situação. Peça explicações detalhadas sobre o cancelamento do seguro e a criação do novo contrato. Você deve questionar a legalidade e as condições desse processo, especialmente se não foi informado ou consultado.

      4. **Direitos Durante a Pandemia**: Durante a pandemia, vários governos emitiram regulamentações especiais relacionadas a financiamentos e seguros. Verifique se o banco seguiu as diretrizes legais ao modificar o seu contrato.

      5. **Restituição dos Valores Pagos**: Para solicitar a restituição dos valores pagos, você precisará comprovar que o cancelamento do seguro foi indevido ou que o novo contrato não foi devidamente acordado. Isso pode exigir a apresentação de documentos e evidências.

      6. **Procurar Assistência Jurídica**: Dada a complexidade do caso, especialmente se o banco não fornecer uma solução satisfatória, seria aconselhável buscar a ajuda de um advogado. Um profissional especializado em direito bancário ou do consumidor pode avaliar seu caso com mais detalhes.

      7. **Recorrer a Órgãos de Defesa do Consumidor**: Além da via jurídica, você também pode buscar apoio em órgãos de defesa do consumidor, como o Procon, para mediar a situação com o banco.

      8. **Documentação do Tratamento Médico e Situação de Desemprego**: Mantenha documentação atualizada sobre seu tratamento médico e situação de desemprego, pois essas informações podem ser relevantes para o seu caso, principalmente se houver coberturas relacionadas a essas situações no seguro.

      Lembre-se de que cada caso é único, e a orientação legal profissional será crucial para orientar você sobre os melhores passos a seguir.

  22. AC

    Quero seguro prestamista .

    Esconder Respostas
    1. AB

      Agradecemos o interesse. A Mutuus trabalha exclusivamente com seguro prestamista quando ele é contratado diretamente pela insituição financeira.

  23. FA

    E bem esplicativo muito obrigado ☺️

    Esconder Respostas
    1. AB

      Obrigado =)

  24. FL

    Minha sogra faleceu e tinha cerca de 10 empréstimos consignados sendo descontados em folha, e nós temos o número dos contratos dos empréstimos e nenhuma apólice de seguro porque ela quem resolvia os empréstimos.
    O que fazer para saber se temos direito a alguma restituição de seguros?

    Esconder Respostas
    1. AB

      Sinto muito pela sua perda. Para verificar se há direito a alguma restituição de seguros em relação aos empréstimos consignados de sua sogra, você pode seguir os seguintes passos:

      Verificar a Existência de Seguro Prestamista: Muitos empréstimos consignados incluem o seguro prestamista, que é destinado a quitar o saldo devedor em caso de falecimento do tomador do empréstimo. Primeiramente, é importante verificar nos contratos dos empréstimos ou com a instituição financeira se havia um seguro prestamista vinculado a cada empréstimo.

      Contato com as Instituições Financeiras: Entre em contato com os bancos ou instituições financeiras onde os empréstimos foram realizados. Eles poderão informar se existia um seguro prestamista vinculado aos empréstimos e quais são os procedimentos para acioná-lo.

  25. DD

    Estou tentando solicitar um empréstimo, pois pretendo me mudar para outra cidade com a minha namorada pois ela recebeu uma proposta de emprego melhor lá, e aqui onde moramos atualmente eu não estou conseguindo muitas oportunidades. Ao realizar uma simulação com um suposto analista de crédito financeiro da BTG Pactual, ele me informou que por não termos como declarar com exatidão a renda que ela irá receber na nova cidade, que seria sim suficiente para pagar o empréstimo, o ideal era que contassemos com um seguro no valor de 10% do valor total do nosso empréstimo, pago uma única vez e que nós garantiria o empréstimo. Nisso me surgiram algumas dúvidas pois encontrei um site falando que o banco central proibia esse tipo de negociação, e um outro analista de outra financeira me disse que financeiras pedindo pagamentos adiantados poderiam ser golpistas. Pensando nisso tudo eu tenho algumas perguntas:
    1) Esse seguro que o analista me ofereceu da BTG pode ser referente a esse Seguro Prestamista?
    2) E é realmente uma forma de garantia que o beneficiado e a financeira não saiam prejudicados? Tanto prevenindo que o beneficiado não caia em golpes e a financeira tendo a garantia que a parcela irá ser paga devido ao seguro?
    (Por favor estou realmente precisando tirar essas dúvidas)

    Esconder Respostas
    1. AB

      É possível que o seguro mencionado pelo analista de crédito seja uma forma de seguro prestamista. No entanto, é crucial verificar detalhadamente as condições, termos e a natureza exata do seguro proposto. O seguro prestamista normalmente é adicionado ao valor do empréstimo e pago ao longo do período de financiamento, não como um pagamento único adiantado.
      Pagamento Adiantado e Riscos de Fraude:

      A prática de solicitar pagamentos adiantados em transações de empréstimo é algo que deve ser tratado com cautela. No Brasil, é comum que instituições financeiras legítimas incluam o custo do seguro prestamista no próprio contrato de empréstimo, sem exigir um pagamento inicial separado.
      O Banco Central do Brasil e outros órgãos reguladores alertam contra o pagamento adiantado para liberação de empréstimos, pois isso é uma prática comum em esquemas de fraude.
      Verificação da Legitimidade da Oferta:

      É fundamental verificar a legitimidade da oferta e da instituição financeira. No caso da BTG Pactual, uma instituição financeira reconhecida, entre em contato diretamente com os canais oficiais para confirmar a oferta de empréstimo e as condições do seguro prestamista.
      Desconfie de ofertas que exigem pagamento adiantado ou que apresentem condições que pareçam fora do padrão do mercado financeiro.
      Consulta com Especialistas:

      Antes de aceitar qualquer oferta de empréstimo ou seguro, é aconselhável buscar aconselhamento com um profissional financeiro ou jurídico independente. Eles podem ajudar a avaliar a oferta, identificar potenciais riscos e garantir que seus interesses sejam protegidos.
      Em resumo, enquanto o seguro prestamista é uma prática legítima no mercado financeiro, é crucial realizar uma análise cuidadosa da oferta, especialmente em relação a pedidos de pagamento adiantado. Sempre verifique as informações diretamente com a instituição financeira e consulte especialistas independentes antes de tomar qualquer decisão.

  26. D

    O seguro prestamista cobre ou exige que as parcelas financiamento – empréstimo esteja em dia?

    Esconder Respostas
    1. AB

      O seguro prestamista é projetado para oferecer proteção em situações onde o tomador de um empréstimo ou financiamento não pode mais cumprir com os pagamentos devido a eventos específicos, como desemprego involuntário, invalidez ou morte.

      Geralmente, para que a cobertura do seguro prestamista seja válida, as parcelas do financiamento ou empréstimo devem estar em dia no momento em que o evento coberto ocorre. Se as parcelas estiverem atrasadas, pode haver implicações na elegibilidade para a cobertura do seguro.

      É importante ler atentamente as condições da apólice do seguro prestamista, pois elas podem variar dependendo da seguradora e do tipo de empréstimo ou financiamento. As condições específicas e exclusões estarão detalhadas na apólice.

      Espero que isso esclareça sua dúvida. Se precisar de mais informações, estarei aqui para ajudar!

  27. RS

    Muito esclarecedor pois fui forçado a assinar esse seguro quando fiz um empréstimo no banco que sou cliente. Sem assinar o seguro não conseguiria o empréstimo.

Continue aprendendo
com os melhores

Cadastre-se e continue atualizado com o melhor conteúdo da área​.

É só preencher seus dados aqui embaixo. De graça!