Conteúdo verificado

Quanto tempo demora para receber a indenização do meu seguro?

2 min. leitura
Revisado em 08 set 2023
seguro de carga da Mutuus Seguros

Em primeiro lugar, o processo de análise e liberação da indenização do seguro, não pode ultrapassar o prazo limite de 30 dias. A contagem inicia a partir da entrega de todos os documentos apresentados pelo segurado seguradora.

A regra é simples, tome nota e conte com a gente sempre que precisar receber indenização do seu seguro!

A contagem do prazo pode ser congelada quando, no caso de dúvida fundada e justificável, forem solicitados novos documentos. Sendo assim, volta a correr a partir do dia útil subseqüente àquele em que forem atendidas as exigências.

É essencial que o segurado solicite à seguradora o protocolo, que identifique a data do aviso de sinistro. Não esquecendo da lista de documentos para solicitar a indenização do seguro.

A regra é simples, tome nota e conte com a gente sempre que precisar!

O que fazer quando o pagamento da indenização do seguro atrasa?

Quando a seguradora não respeitar o prazo determinado pela Susep, ela precisa pagar a indenização com os valores atualizados. Neste caso, sempre pela variação do índice de inflação que foi definido no contrato, com multa e juros. Quando essas penalidades estiverem no contrato, é claro.

seguro empresarial da Mutuus Seguros
seguro de carga da Mutuus Seguros

O que acontece se o pagamento do seguro estiver atrasado?

Tudo vai depender do que foi definido nas condições gerais do seu seguro em relação a indenização de seguro

Mas se você atrasar o pagamento, em vez de cancelar a apólice ou o certificado, a seguradora poderá tomar as seguintes decisões:

Tolerância –  Se ocorrer um sinistro e você está inadimplente, a seguradora só poderá abater da indenização a os valores em atraso.

Suspensão – aqui basicamente a seguradora opta em não pagar o evento ocorrido durante o período de inadimplência. Portanto, ela fica proibida a cobrança dos prêmios referentes a esse período.

O prazo de tolerância e/ou suspensão deverá ser especificado nas condições gerais do plano. Mas, para que não existam dúvidas na hipótese de pagamento da indenização é importante guardar todos os comprovantes de pagamento do prêmio.

Dúvidas fale com a gente!

Por aqui, só não conseguimos tomar um cafezinho com você ☕

Seguro de carga
Esse artigo foi útil?
Ficou com alguma dúvida?

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Outras categorias de artigo

Comentários (34)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. CM

    boa tarde sofrir um acidente dia 21/12/21 o vistoriador foi na oficina dia 28/12/21 e deu pega total ,e não tirou o carro da oficina depois de 10 dias me comunicou que eu deveria 12 dias de diária do veículos na oficina para retirar o veículos para da entrada na papelaria para eu receber a indenização ,quando o vistoriador deu pega total autorização para tirar o veículo do local,a seguradora sompo nunca faza seguros com esta seguradora,eu vou acabar não recebendo o reembolso do meu pois não vou pagar estacionamento por um erro da seguradora.

    Esconder Respostas
    1. CF

      Olá, Maria! Lamentamos que tenha tido essa experiência com o seguradora Sompo. Recomendamos que sempre fique em contato com o seu corretor de seguros e confira as condições da sua apólice de seguro. Ficamos à disposição caso queira efetivar um seguro conosco, conte com a Mutuus!

  2. AP

    Boa tarde eu tive in accno trabalho o dia 5 de Fevereiro 2022 a dia 26 de maio 2022 continuo de baixa foi enviada para a junta porque o médico disse que não pode fazer mais mais o tornozelo continua mal posso pedir uma identificação obrigada

    Esconder Respostas
    1. CF

      Olá, Arancha! O ideal é que você entre em contato com o seu corretor e verifique essa possibilidade.

    2. SM

      Bom dia sofri um acidente de trabalho e tive que ir para o tribunal de trabalho porque a minha entidade patronal não tinha seguro e agora foi decidido em tribunal que a entidade patronal tem que me pagar uma indemnização quanto tempo tem eles oara me pagar?

      Esconder Respostas
      1. AB

        No Brasil, o prazo para o pagamento de uma indenização determinada por decisão judicial em um caso de acidente de trabalho varia, mas existem diretrizes gerais que podem ser consideradas:

        Prazo Legal: Após uma decisão judicial, a parte condenada (neste caso, a entidade patronal) geralmente tem um prazo estipulado pelo tribunal para efetuar o pagamento da indenização. Esse prazo é frequentemente de 15 dias após o trânsito em julgado da decisão, mas pode variar dependendo das circunstâncias específicas do caso e do que foi determinado pelo juiz.

        Recursos: Se a entidade patronal decidir entrar com um recurso contra a decisão, o pagamento da indenização pode ser postergado até que o recurso seja julgado.

        Execução da Sentença: Se a empresa não efetuar o pagamento dentro do prazo estabelecido, você pode iniciar um processo de execução da sentença para cobrar a indenização.

        Assistência Jurídica: É aconselhável consultar seu advogado para obter informações precisas sobre os prazos específicos e os procedimentos de execução aplicáveis ao seu caso.

        Portanto, embora exista um prazo legal padrão, diversos fatores, incluindo a possibilidade de recursos e a necessidade de iniciar procedimentos de execução, podem influenciar o tempo real necessário para receber a indenização. Seu advogado poderá fornecer a orientação mais precisa com base nas especificidades do seu caso.

  3. JL

    Olá bom dia.
    Roubaram minha moto no dia 5 de abril esperei 45 dias para eles correr, e hoje tenho que espera mais 35 dias para analise cheque liste, e ele me pagarem tá correto.

    Esconder Respostas
    1. CF

      Olá, José! Recomendamos que você verifique diretamente com o seu corretor de seguros.

  4. CR

    Boa noite, sofri uma assalto no dia 17 de junho no dia 22 entrei com todos os documentos que a seguradora pediu ,porém veio com exigência de documentos que já avia enviado ,enviei novamente e portanto continuaram pedido e eu enviando os mesmo documentos até que no dia 8 de julho abriram meu processo, o prazo de pagamento passa a contar dessa data dia 8 ou dia 22do mês de junho sendo que os documentos foram os mesmos em 14 e-mails vindo e indo .?

    Esconder Respostas
    1. CF

      Olá, Cristina! O ideal é que você acompanhe essa situação junto ao seu corretor.

  5. LV

    Boa noite, meu pai sofreu um acidente em março de 2020 e foi a hobito desde então pegamos um advogado pra entrar com o pedido de dpvat e até Agora nada já entregamos todos os documentos e até agora nada, inclusive tenho uma irmã que é deficiente que foi tirado do caso? O que fazer nesse caso.

    Esconder Respostas
    1. CF

      Olá, Leonice! Na sua situação, recomendamos que procure uma assessoria especializada em dpvat.

  6. MM

    Boa tarde tive accidante de trabalho no juelho e medico passou alta mas ele diz tenho direito de indenização já passou uma semana e ele diz que o seguro vai mandar uma carta para ir no turbinal ?

    Esconder Respostas
    1. CF

      Olá! O recomendável é você verificar com um advogado especialista em acidentes de trabalho, além de verificar as coberturas da sua apólice de seguro.

  7. MF

    Boa noite!!!
    A empresa que meu esposo trabalha paga seguro de vida pros funcionario só que não desconta do salário deles, meu esposo tem câncer e está afastado e já demos entrada pra receber o segura fais uns 20 dias que entregamos todos os documentos citados até o número da conta e a assinatura.
    Quanto tempo demora pra marcar a perícia…

    Esconder Respostas
    1. CF

      Olá, Mislaine! O tempo varia conforme cada caso, o ideal é que você acompanhe com quem você fez o envio dos documentos.

  8. GC

    Olá boa noite tenho o meu irmão q sofreu um acidente de trabalho em Abril de 2021 saiu agora a sentença com o valor de indemnização a receber quanto tempo tem de aguardar que o seguro pague por favor?

    Esconder Respostas
    1. CF

      Olá, Gina! O tempo para recebimento da indenização depende de cada caso.

  9. GC

    Mas fui informada que o seguro tinha 20 dias para pagar corresponde a verdade?

    Esconder Respostas
    1. CF

      Olá, Gina! Se você recebeu essa informação pode ser verdade, como eu mencionei, depende de cada caso.

  10. C

    Meu esposo sofreu um acidente na frente da própria casa a polícia estava fazendo uma perseguição atrás de outro carro e o carro do foragido bateu no carro do meu esposo ele estava dentro foi levado para o hospital agora ele entrou com prosseso o advogado disse que é causa ganha isso leva a quanto tempo depois de dar entrada nos documentos???

    Esconder Respostas
    1. AB

      Lamento ouvir sobre o acidente envolvendo seu esposo. Espero que ele esteja se recuperando bem.

      Quanto ao processo judicial no Brasil, a duração pode variar bastante, dependendo de diversos fatores:

      Natureza do Processo: Dependendo da natureza da ação (indenizatória, por exemplo), ela pode tramitar em diferentes varas e ter procedimentos específicos.

      Complexidade do Caso: Quanto mais complexo o caso, mais tempo pode levar. Se houver muitas provas a serem apresentadas, testemunhas a serem ouvidas e perícias a serem realizadas, o processo pode se estender.

      Localidade: Em algumas regiões, o Judiciário pode estar mais sobrecarregado do que em outras, o que influencia no tempo de tramitação dos processos.

      Recursos: Se alguma das partes decidir recorrer da decisão, isso pode prolongar significativamente a duração do processo.

      Negociações: Em muitos casos, especialmente quando envolve órgãos públicos ou entidades de grande porte, pode haver uma tentativa de acordo ou conciliação. Isso pode agilizar a resolução do caso, mas também pode demorar se as negociações se estenderem.

      Considerando a situação que você descreveu, é provável que seu esposo esteja buscando indenização pelo acidente. Se o responsável pelo acidente for o Estado (por exemplo, se for considerado que a polícia teve uma ação inadequada durante a perseguição), a ação será contra o ente público responsável, o que pode, em alguns casos, tornar o processo um pouco mais demorado, pois envolve litígio contra a Fazenda Pública.

      Em média, processos indenizatórios podem levar de alguns meses a vários anos para serem resolvidos, especialmente se houver recursos para instâncias superiores. Contudo, é difícil precisar um tempo exato sem conhecer todos os detalhes do caso.

      O melhor a fazer é manter uma comunicação aberta com o advogado, que poderá fornecer estimativas mais precisas baseadas na experiência dele com casos similares e na jurisprudência local.

  11. ED

    A seguradora pode exigir documentação complementar após o prazo de 30 dias? No caso um documento que expõe dados de terceiros e, poderia até mesmo ser usado para depor contra o segurado

    Esconder Respostas
    1. AB

      A questão de seguradoras exigindo documentação adicional, especialmente no contexto brasileiro, é um pouco complexa e depende do contexto e das circunstâncias específicas.

      De acordo com o Código Civil Brasileiro e a regulamentação da Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), quando uma pessoa contrata um seguro, a seguradora tem o prazo de 30 dias, contados a partir do recebimento do aviso de sinistro, para pagar a indenização devida ao segurado. No entanto, existem situações em que essa regra pode ser excepcionada:

      Documentação Incompleta ou Insuficiente: Se, durante a análise do sinistro, a seguradora identificar que a documentação apresentada pelo segurado é insuficiente ou incompleta para a devida comprovação e liquidação do sinistro, ela pode solicitar documentos adicionais. Nesse caso, o prazo de 30 dias fica suspenso e só volta a correr a partir do dia seguinte ao da entrega dos documentos solicitados.

      Documentos que expõem dados de terceiros: A seguradora deve sempre respeitar a legislação de proteção de dados pessoais (como a Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD). Se algum documento expuser dados de terceiros, a seguradora precisa ter um motivo legítimo e justificado para solicitar e tratar esses dados, e o titular dos dados deve ser informado sobre essa coleta.

      Em resumo, a seguradora pode solicitar documentação adicional após o prazo inicial de 30 dias se considerar que a documentação apresentada foi insuficiente ou incompleta. No entanto, o segurado tem direitos e deve se sentir seguro ao fornecer tais documentos, garantindo que sua privacidade seja respeitada. Em situações delicadas ou controversas, a consulta a um advogado especializado em direito securitário pode ser útil.

  12. IM

    Boa tarde gostava de obter alguma ajuda pois não sei mais o que fazer.
    Tive um sinistro no trabalho ao qual já tive alta mas ainda não recebi nenhum valor por parte do seguro. O acidente já foi a 1 mês e meio e a alta a uma semana, e ainda nada! Agora dizem que falta a folha de horas da empresa já estou farta de ligar pra a empresa é para o seguro e de nada adianta!
    Se a empresa diz que mandou, o seguro não recebeu e eu vou estar assim até quando ?! Será que não há um prazo legal desde que tive a alta médica para me pagarem? Obrigada

    Esconder Respostas
    1. AB

      Documentação: Mantenha todos os documentos relacionados ao seu sinistro organizados e acessíveis. Isso inclui sua alta médica, registros médicos, e qualquer comunicação que tenha tido com a seguradora ou sua empresa.

      Comunicação Aberta: Continue se comunicando regularmente com ambas as partes – a empresa e a seguradora. Se possível, marque uma reunião ou uma chamada telefónica para discutir a situação e esclarecer o motivo do atraso. O diálogo aberto e calmo pode ser uma maneira eficaz de resolver mal-entendidos.

      Solicitação por Escrito: Se após a comunicação direta o problema persistir, envie uma carta ou e-mail formal à seguradora e à empresa solicitando a resolução do problema. Na carta, mencione todos os fatos pertinentes e inclua cópias (não originais) de todos os documentos relevantes.

      Consulte a Legislação Local: Antes de tomar qualquer medida adicional, consulte a legislação ou regulamentação local relacionada a sinistros de trabalho e seguros. Isso pode fornecer informações sobre prazos e outros direitos que você possa ter.

      Serviços de Apoio ao Consumidor: Muitos países têm serviços ou entidades que auxiliam consumidores em disputas com seguradoras. Eles podem oferecer orientação e, em alguns casos, até mesmo intervir em seu nome para buscar uma resolução.

      Reconsideração e Paciência: Lembre-se de que atrasos, embora frustrantes, podem ocorrer por várias razões, algumas das quais podem estar fora do controle da sua empresa ou da seguradora. Continuar a abordar a situação de forma calma e ponderada aumentará suas chances de uma resolução amigável.

      Espero que a situação se resolva o mais rápido possível para você.

  13. DC

    Boa noite! Tenho um seguro de vida e também de Incapacidade temporária há alguns anos e precisei passar por um cirurgia para retirada do útero no último dia 03/10/23, e precisarei de ficar afastada 60 dias ( atestado médico). Entrei com toda documentação solicitada pela seguradora para registro do sinistro. E no dia 11/10/23 enviei toda documentação para a seguradora. Me informaram que poderia demorar até 30 dias essa análise, mas que assim que tivessem uma resposta iriam entrar em contato. Tive resposta favorável, aprovando o seguro por incapacidade temporária e me informaram que eu iria receber o valor parcelado em 3 vezes. Já achei estranho isso…mas na data que deveriam fazer o primeiro depósito, dia 27/10/23, não cumpriram o combinado. Entrei em contato com a seguradora por email, whatsapp e telefone, falaram que iriam registrar o ocorrido e que assim que tivessem uma resposta iriam entrar em contato. O fato é que descumpriram o que eles mesmo determinaram. E ainda não sei nem se irei receber o valor total, pois a primeira parcela não depositaram. Quem sabe se as outras parcelas também não serão pagas? Minha dúvida é: A seguradora pode determinar o parcelamento dessa indenização? E pode descumprir as datas de depósito? É legal isso?

    Esconder Respostas
    1. AB

      Boa noite! Vamos abordar sua situação com relação ao seguro de incapacidade temporária:

      Parcelamento da Indenização: A prática de parcelar a indenização por incapacidade temporária não é comum, mas pode estar de acordo com os termos da sua apólice de seguro. É crucial verificar o contrato do seu seguro para entender as condições específicas relacionadas ao pagamento de indenizações. Alguns seguros podem estipular o pagamento parcelado, especialmente em casos de incapacidade temporária, mas isso deve estar claramente descrito na apólice.

      Descumprimento das Datas de Depósito: Se a seguradora estabeleceu datas específicas para os depósitos e não cumpriu, isso pode ser considerado um descumprimento do acordo. As seguradoras são obrigadas a honrar os termos da apólice e os acordos feitos com os segurados.

      Ações Recomendadas:

      Revisão da Apólice: Verifique sua apólice de seguro para entender os termos específicos relacionados ao pagamento de indenizações por incapacidade temporária.
      Comunicação com a Seguradora: Continue entrando em contato com a seguradora, solicitando uma explicação formal para o atraso e a confirmação das datas de pagamento das próximas parcelas.
      Registro de Comunicações: Mantenha um registro de todas as comunicações com a seguradora, incluindo e-mails, mensagens e registros de chamadas.
      Consultoria Jurídica: Se a situação não for resolvida satisfatoriamente, você pode considerar consultar um advogado especializado em direito do consumidor ou direito de seguros. Eles podem oferecer aconselhamento específico para a sua situação e ajudar a garantir que seus direitos sejam respeitados.

      Recursos Adicionais: Em casos de disputas com seguradoras, você também pode recorrer a órgãos reguladores e de defesa do consumidor, como a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) ou o Procon, para buscar orientação ou fazer uma reclamação formal.

      É importante que a seguradora aja de maneira transparente e cumpra com os termos acordados. Espero que a situação seja resolvida rapidamente e que você receba os pagamentos a que tem direito.

  14. TC

    Oi! Sofri um acidente dia 29/09/23, fiz o aviso na seguradora, onde me pediram a documentação para dar entrada no dia 06/10/23, demoraram para fazer a vistoria e faz pouco tempo que me pediram para enviar pelos correios o documento de compra e venda. Mas ainda não saiu a indenização do meu veículo que no caso deu pt e nem o veículo do terceiro começou a ser arrumado na oficina. Já estamos indo para 2 meses e além de tudo, estou arcando com o custo de transporte do terceiro que por conta da demora, ameacou entrar na justiça contra mim. Dada as circunstâncias, o prazo do seguro de 30 dias para indenização é a partir do envio do documento de compra e venda ou começa a ser contado lá no dia 06/10 que enviei tudo o que me foi pedido sem nenhuma demora? Poderia me auxiliar? Obrigada!

    Esconder Respostas
    1. AB

      Oi! Sinto muito pelo acidente que você sofreu e pelos desafios que está enfrentando com o processo de indenização. Vou tentar ajudá-la com algumas informações:

      Prazo para Indenização de Seguro: Normalmente, o prazo para a seguradora processar a indenização começa a contar a partir do momento em que ela recebe todas as informações e documentações necessárias para avaliar o sinistro. Isso inclui documentos como o de compra e venda do veículo, em casos de perda total (PT).

      Data de Início do Prazo: Se a seguradora solicitou documentação adicional (como o documento de compra e venda) após o envio inicial, o prazo pode começar a contar a partir da data em que eles receberam esta documentação adicional. No entanto, se a demora na solicitação dessa documentação foi por parte da seguradora, você pode argumentar que o prazo deveria começar a contar a partir da data inicial em que enviou os primeiros documentos (06/10/23, no seu caso).

      Demora na Vistoria e Processamento: A demora na vistoria e no processamento do sinistro pela seguradora pode ser um fator a ser discutido. É importante manter um registro de todas as datas e comunicações para ter um histórico claro do processo.

      Custo de Transporte do Terceiro: Se o seguro inclui a cobertura de responsabilidade civil (que geralmente cobre danos a terceiros), a seguradora também deveria lidar com os custos relacionados ao terceiro afetado pelo acidente. Se o terceiro está ameaçando entrar na justiça contra você por causa da demora, é essencial informar a seguradora sobre essa situação.

      Ações Recomendadas:

      Comunicação com a Seguradora: Entre em contato com a seguradora explicando sua situação urgente e pedindo uma aceleração do processo. Destaque as datas em que enviou toda a documentação necessária.
      Registro de Comunicações e Ações: Mantenha um registro detalhado de todas as comunicações e ações tomadas desde o dia do acidente.
      Consultoria Jurídica: Se a situação não se resolver de forma satisfatória, pode ser útil consultar um advogado especializado em direito do consumidor ou em seguros para entender melhor seus direitos e opções legais.
      Considerações Finais: Em casos de sinistros de seguros, é crucial que as seguradoras ajam de forma eficiente e justa. Se você sentir que seus direitos como segurado estão sendo negligenciados, buscar orientação legal pode ser um passo importante.

      Espero que esta informação seja útil e que sua situação seja resolvida o mais rápido possível.

  15. AF

    Bom dia, tive um incêndio em casa, a qual ficou inabitável. Já passaram 3 meses do dia da peritagem e o seguro diz que ainda está em fase de apreciação, que tenho que esperar. Será normal levar tanto tempo?

    Esconder Respostas
    1. AB

      Bom dia! Sinto muito por ouvir sobre o incêndio em sua casa. Vamos analisar a questão do tempo para a indenização de seguro neste contexto:

      Tempo de Processamento de Sinistros: O tempo necessário para processar uma reivindicação de seguro pode variar dependendo de vários fatores, incluindo a complexidade do sinistro, a carga de trabalho da seguradora e a eficiência dos processos internos dela. Em casos de incêndio, especialmente quando resultam em uma casa inabitável, a complexidade pode ser maior devido à necessidade de avaliações detalhadas dos danos.

      Prazo Normal para Apreciação de Sinistros: Embora não exista um padrão único para todos os casos, três meses podem ser considerados um período relativamente longo para a fase de apreciação. Normalmente, espera-se que as seguradoras processem os sinistros de forma eficiente e oportuna, para não agravar a situação dos segurados.

      Direitos do Segurado: Como segurado, você tem o direito de receber informações claras e atualizações regulares sobre o status do seu sinistro. Se a espera está se prolongando muito, é aconselhável buscar mais informações e, se necessário, reiterar a urgência da sua situação.

      Ações Recomendadas:

      Comunicação com a Seguradora: Entre em contato com a seguradora regularmente para solicitar atualizações e expressar sua preocupação com a demora.
      Documentação: Mantenha todos os registros e comunicações relacionados ao sinistro e à sua reivindicação. Isso pode ser importante se houver a necessidade de tomar medidas adicionais.
      Consultoria Jurídica: Se a demora persistir sem justificativa razoável, pode ser útil consultar um advogado especializado em seguros ou direito do consumidor para avaliar suas opções legais.
      Considerações Adicionais: Em alguns casos, a demora pode ser devida a circunstâncias atenuantes, como investigações detalhadas ou questões legais complexas. No entanto, isso não diminui o seu direito de receber uma resposta e uma indenização em um prazo razoável.

      A situação que você descreve, certamente, não é ideal, e é compreensível que esteja preocupado com o tempo de espera. Manter uma comunicação aberta e eficaz com a seguradora e buscar orientação adequada podem ajudar a acelerar o processo.

  16. CG

    O meu companheiro teve um acidente de trabalho o seguro e entidade patronal tem que pagar uma demissão o tribunal que vai receber uma carta com as contas isto foi em janeiro quanto tempo leva a receber a carta para ,rever a deminisacao

    Esconder Respostas
    1. AB

      O tempo para receber a carta com as contas e a indenização pode variar dependendo do processo judicial e da eficiência do tribunal. Em geral, processos como esse podem levar de alguns meses a mais de um ano para serem concluídos, dependendo da complexidade do caso e da carga de trabalho do tribunal. É recomendável que você consulte o advogado responsável pelo caso para obter uma estimativa mais precisa e atualizada sobre o prazo esperado.

Continue aprendendo
com os melhores

Cadastre-se e continue atualizado com o melhor conteúdo da área​.

É só preencher seus dados aqui embaixo. De graça!