Que a internet e outras tecnologias digitais revolucionaram a forma como fazemos negócios, já sabemos. Mas, elas também abriram as portas para um novo conjunto de ameaças e perigos para os quais cada empreendedor precisa estar preparado. Embora todos nós tenhamos conhecimento dos ataques de hackers às grandes corporações, pouco se sabe sobre a prevalência do hacking e violação de sistemas em pequenas empresas.

As PME’s, como são conhecidas, são alvos fáceis e podem oferecer recompensas fantásticas se as tentativas forem bem-sucedidas. A crescente parcela de ataques a esses negócios a cada ano, demonstra que os hackers estão percebendo isso. Atualmente,  43% de todos os ataques cibernéticos são realizados em pequenas empresas.

Além disso, alguns setores, como os varejistas, são mais atraentes para os hackers, principalmente porque têm acesso a informações bancárias e de cartão de crédito, entre outros dados pessoais que podem valer um bom preço no mercado negro. Mas, por que isso está acontecendo? A lógica ditaria que empresas maiores ainda seriam o melhor alvo, já que geralmente têm mais informações valiosas.

Bem, quando você olha um pouco mais de perto, o fato de esses cibercriminosos estarem mudando seu foco faz muito sentido. É por isso que sua empresa pode se tornar um alvo fácil para hackers, mas existem algumas coisas que você pode fazer para ajudar a proteger a si mesmo e sua empresa. Entenda o porque do seguro de responsabilidade civil e também o seguro cyber serem tão cruciais:

Por que pequenas empresas?

As conseqüências para invadir os dados de uma empresa e roubá-la são as mesmas. Não importa o tamanho da empresa, portanto, as pequenas empresas não estão sendo atacadas com mais frequência por ser menos criminoso. Eles estão fazendo isso pelas seguintes razões:

As pequenas empresas têm menos defesas

As  medidas de segurança cibernética são percebidas como uma despesa extra para muitos proprietários de pequenas empresas, e isso leva as pessoas a investirem menos na proteção. Uma pesquisa realizada descobriu que 87% dos proprietários de pequenas empresas não se consideram em risco de ataque, e isso se traduz em poucos esforços para proteger os dados. As grandes empresas, por outro lado, reconhecem o risco e gastam milhões para proteger seus dados. Embora o prêmio possa ser pequeno em uma empresa menor (embora isso nem sempre seja o caso), é muito mais fácil conseguir.

As pequenas empresas estão menos preparadas

Se você tem alguma experiência trabalhando para uma grande empresa, sabe que os protocolos e procedimentos estão em toda parte. É o mesmo para a segurança cibernética. As pequenas empresas, no entanto, raramente possuem segurança cibernética. De fato, um estudo da  National Cyber ​​Security Association revelou que 87% das pequenas empresas não têm um plano formal e 69% nem sequer têm um plano informal. Sem uma política concreta, os funcionários provavelmente subestimam os riscos de lidar com dados, o que poderia deixá-los vulneráveis ​​a ataques de phishing. Considerando que o erro do usuário é a principal causa de violações de dados, essa falha em instruir os funcionários pode acabar sendo bastante dispendiosa.

É mais fácil conseguir um resgate das pequenas empresas

Muitas vezes, os hackers, em vez de simplesmente vender seus dados, na verdade o ameaçam com sua liberação na esperança de fazer com que você pague um resgate. Grandes empresas têm enormes recursos à sua disposição e muitas vezes conseguem recuperar os dados antes de serem vendidos e podem denunciar a ameaça às autoridades. As pequenas empresas, por outro lado, muitas vezes não têm esses tipos de recursos e enfrentam uma violação de dados devastadora ou o pagamento do resgate. Embora não seja inteligente negociar com criminosos, as pequenas empresas geralmente pagam hackers, e eles sabem disso, mais uma vez tornando as pequenas empresas um alvo atraente para os cibercriminosos.

Pequenas empresas têm dados valiosos

Só porque você é pequeno não significa que você está livre. Mesmo se você lidar com apenas algumas centenas de milhares de pessoas, o cartão de crédito ou informações bancárias ainda são valiosas e, se você tiver acesso a mais dados pessoais, eles podem ser ainda mais desejáveis. Não caia na armadilha de que ser pequeno te faz insignificante. Se você tem algo que as pessoas querem, elas virão atrás de você.

O dano que eles podem fazer

Agora deve estar claro por que os hackers vão atrás de pequenos negócios, mas o que eles realmente podem fazer? Sabemos que eles podem roubar seus dados, mas qual é o efeito real disso em sua empresa? Há duas conseqüências principais que afetarão

1) seu crédito
2) sua reputação.

Uma violação de dados pode afundar seu negócio

O custo médio de uma violação de dados é de cerca de R$ 690.000 para pequenas empresas, e para empresas de médio porte, é de mais de R$ 1 milhão. Você tem dinheiro necessário para se recuperar de uma violação de dados? Provavelmente não, e é por isso que quase 60% das pequenas empresas falham dentro de seis meses após uma violação de dados. O dano é imenso e poucas empresas podem realmente se reerguer.

Aqui, deixamos uma dica valiosa: o seguro cyber pode ser muito útil para evitar prejuízos financeiros provenientes de ataques cibernéticos.


Sobre o autor

Redação da Mutuus Seguros

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continue aprendendo
com os
melhores

Deixe o seu e-mail abaixo e continue atualizado com o melhor conteúdo da área​